Ferramentas digitais e a distração na escola

 

Desde que os computadores se tornaram menos caros, muitas escolas estão optando em ter máquinas de baixo custo como ferramenta de apoio nas salas de aula. Ao mesmo tempo em que isso abriu as portas de novas formas de aprendizagem mais empolgantes, com estes dispositivos – como os smartphones dos alunos- vieram algumas mudanças, incluindo o fator distração.

Como podemos ensinar os alunos a integrar a tecnologia em suas atividades escolares e seu aprendizado, ao mesmo tempo em que estamos certos de que eles estão focados na tarefa escolar solicitada?

Em um artigo, “With tech tools, how should teachers tackle multitasking in class?/ Com as tecnologias, como os professores podem abordar multitarefas em sala?”, Holly Korbey explora pesquisas em torno de estudar os hábitos de alunos e conversar com professores veteranos sobre suas experiências usando tecnologias na sala de aula. Muitos descrevem os desafios de manter as crianças focadas em um ambiente de alta tecnologia, outros dizem que o difícil é que quando os alunos não tem um trabalho desafiador, ficam entediados e entram nas mídias sociais. Já outro professor, originalmente tinha uma política da não tecnologia em sua classe, assim, ele poderia estar assegurado de que os alunos estavam engajados e focados. O artigo também compartilha histórias de adolescentes que descobriram que eles focam melhor quando seus celulares estão fora de vista.

Continue lendo

Com o NaturePHL, os médicos da Filadélfia estão prescrevendo visitas ao parque

 

Em uma sala escura no CHOP Primary Care, Cobbs Creek, o médico Chris Renkilian ligou um projetor e informou médicos, enfermeiros e outros funcionários sobre uma nova intervenção que o escritório começará a oferecer aos pacientes sob seus cuidados.

O avanço médico em questão? Reprodução ao ar livre com prescrição.

“Como pediatras de cuidados primários, um de nossos objetivos é ajudar as crianças a se tornarem mais ativas. A Academia Americana de Pediatria (The American Academy of pediatrics) recomenda 60 minutos por dia de atividades no exterior” disse ele. “Isso é algo que já passamos muito tempo buscando e conversando com as famílias”.

Agora, eles realmente poderão prescrever isso, sob a forma de planos de ação personalizados e detalhados, adaptados para conectar as crianças com o sistema de parques de Filadélfia no momento em que as crianças estão passando menos tempo na natureza do que o que os médicos recomendam ser necessário para um saudável desenvolvimento de habilidades motoras, competência social, habilidades de solucionar problemas e até mesmo para a visão. É um antidoto para a peste que o psicólogo Richard Louv descreveu como o transtorno do déficit natural.
Continue lendo

Do It Yourself – monte sua própria casinha

Que tal ter uma casinha que você mesmo(a) montou? Com este manual, você pode monta-la de forma simples, divertida e praticamente sem nenhum custo. Basta recortar, montar e colar conforme as instruções!

 


Referência: http://www.colorcutandcreate.com/i_cut_and_fold.php

Resultados da implementação do Fast ForWord na escola St.Mary Parish – LA, Centerville

Os desafios do distrito escolar de St. Mary Parish estavam em torno de que haviam muitos estudantes de renda baixa, e além disso, suas avaliações estavam com resultados muito abaixo do esperado.

Para resolver isso, uma solução foi implementada: O programa Fast ForWord.

Durante os anos de 2006 a 2007, A St. Mary Parish começou a usar fortemente o FastForWord nas oito escolas elementares que estavam no assistente acadêmico.

O FastForWord é uma Neurociência baseada em um programa de intervenção que visa auxiliar nas dificuldades que continuam impedindo os leitores, estudantes com deficiências e estudantes da língua inglesa a progredirem. Ele inicia com habilidades cognitivas como a memória, atenção e velocidade de processamento, e funciona de baixo para cima, usando os princípios de neuroplasticidade.
Continue lendo

Drones, além de divertidos, podem ser educativos!

 

Drones são objetos tecnológicos muito apreciados por crianças e adultos, mas o que poucos sabem, é que por trás da diversão, também podemos aprender muito com eles.

Veja a seguir 5 atividades que pais e professores podem fazer utilizando drones de forma educativa.
Continue lendo

Trabalho escolar + exercícios = melhores resultados de desempenho?

amarelinha_seite

Um novo estudo sugere que crianças podem se desempenhar melhor em testes de matemática e ortografia se a atividade física for incorporada em atividades de sala de aula!

Pesquisadores holandeses descobriram que alunos de terceira e quarta série que se empenhavam em tarefas escolares que envolviam atividades físicas se saíram melhor em testes de matemática e ortografia, em comparação com os seus pares que aprenderam a maneira tradicional.
Continue lendo

Educar e Comunicar


A comunicação é uma etapa essencial para qualquer processo educacional. Diariamente construímos e aprendemos sobre nosso mundo utilizando as palavras. Como essas palavras chegam até nós, é fator essencial na maneira como enxergamos o mundo e os outros. Continue lendo

10 na escola e 7 na vida

boletim

Outro dia em uma aula uma aluna me perguntou em qual país ficava o Chile e em qual cidade ficava a Rússia. Vindo de uma garota que estuda em um excelente colégio e tem apenas notas acima de 8, tenho que confessar que as perguntas me surpreenderam.

Porque uma aluna nota 10, inclusive na prova de geografia, não sabia a diferença entre cidade e país?
Continue lendo

10 na escola e 7 na vida

boletim

Outro dia em uma aula uma aluna me perguntou em qual país ficava o Chile e em qual cidade ficava a Rússia. Vindo de uma garota que estuda em um excelente colégio e tem apenas notas acima de 8, tenho que confessar que as perguntas me surpreenderam.

Porque uma aluna nota 10, inclusive na prova de geografia, não sabia a diferença entre cidade e país?
Continue lendo