Fabiana Cunha Leão Pompermayer – fonoaudióloga, psicopedagoga, especialista em linguagem e Mestre em Fonoaudiologia

Fabiana Cunha Leão Pompermayer – fonoaudióloga, psicopedagoga, especialista em linguagem e Mestre em Fonoaudiologia

-1

Após vários anos de atendimento clínico e educacional a crianças e adolescentes com dificuldades de aprendizagem, iniciei uma busca por recursos terapêuticos mais avançados e objetivos que possibilitassem ganhos mais rápidos e mais eficazes. O âmbito da aprendizagem é emergente, pois, quanto mais prorrogamos a identificação e tratamento dos distúrbios, mais intensificamos as dificuldades, pois as séries escolares e seus conteúdos se ampliam com muita rapidez. Foi em função desta busca que cheguei ao Programa Fast ForWord o qual vem possibilitando ao paciente grandes avanços em seu potencial de aprendizagem em um curto espaço de tempo.

Cada vez mais tem sido frequente na clínica fonoaudiológica, psicológica e psicopedagógica a presença de indivíduos com dificuldades de aprendizagem ocasionadas por distúrbios de linguagem oral e/ou escrita. Na grande maioria destes casos o maior comprometimento de base é o processamento auditivo. De modo geral, hoje temos um desenvolvimento de processamento visual muito mais ágil que o processamento auditivo, e isso vem acarretando alguns problemas de linguagem que se refletem diretamente na aprendizagem, principalmente nas habilidades básicas de desenvolvimento da competência de leitura e escrita. Neste contexto, há uma necessidade emergente de atuar com diferentes técnicas de reabilitação que possam ser mais eficazes e rápidas no tratamento das habilidades básicas de linguagem, principalmente as que envolvem o processamento auditivo.

Um dos programas de treinamento auditivo pioneiro e mais conhecido nos Estados Unidos, é o Programa Fast ForWord que foi desenvolvido pela empresa Scientific Learning e vem sendo estudado e aplicado há mais de 10 anos, em diferentes países do mundo. O Programa tem como finalidade estimular o desenvolvimento de habilidades cognitivas que são necessárias para a eficácia da aprendizagem. Seu princípio é centrado na utilização de estímulos auditivos que visam desenvolver memória, atenção, processamento e sequenciação relacionada à consciência fonológica, fluência, vocabulário e compreensão de linguagem.

O programa trabalha os subníveis do desenvolvimento da linguagem e seus princípios são: velocidade, frequência e intensidade do treinamento; adaptabilidade individual; desenvolvimento simultâneo de diferentes habilidades e motivação. O Programa Fast ForWord é projetado para ser uma intervenção imediata, intensiva e que propicie experiências relacionadas as habilidades linguísticas de forma intensificada. As atividades propostas propiciam que o cérebro realize novas conexões entre o discurso e o significado, a fim de melhorar o processamento neural para estas habilidades.

Um dos fundamentos do treinamento auditivo a partir do Programa Fast ForWord é a plasticidade do sistema nervoso central, definida como a mudança das células nervosas que ocorrem de acordo com as influências ambientais, sendo que se estas influências podem ser controladas e modeladas de maneira desejada, podendo ser o comportamento relacionado à plasticidade previsível. Deste modo, o treinamento pode servir como influência ambiental e as células nervosas podem representar a mudança neural desejada.

Muitas crianças e adolescentes em diferentes locais do mundo têm recebido a intervenção do Programa Fast ForWord em clínicas, escolas públicas e privadas, evidenciando aperfeiçoamento nas habilidades auditivas, de linguageme de leitura. Os resultados que temos tido na prática clínica tem sido imensamente satisfatórios e os ganhos alcançados na aprendizagem incluem os diretos e os indiretos. Os ganhos diretos são a melhoria imediata das habilidades de processamento auditivo, memória, atenção e sequenciação básicos ao desenvolvimento da linguagem oral e escrita. Os ganhos indiretos são comportamentais como aumento da flexibilidade cognitiva, maior sustentabilidade atencional tornando-se mais resistente à realização de atividades, persistência e maior tolerância à frustração. Iniciamos uma pesquisa experimental no Brasil com alguns pacientes com gagueira. Atualmente, no âmbito clínico temos tido grande procura para utilização do programa por parte de indivíduos com déficits de processamento auditivo, dificuldades com a leitura, déficit de atenção e autismo e pessoas em geral que querem aprimorar o seu potencial de aprendizagem.